3

Notícias >

18/11/2014

Parceria entre Sebrae e Endeavor dá mais fôlego a pequenas empresas

Fonte: Brasil Econômico

Pequenas empresas com alto potencial de crescimento serão o alvo do Sebrae nacional e do Instituto Endeavor a partir de janeiro de 2015, quando 70 delas, inicialmente na região Sul, serão acompanhadas pelo Sebrae. A iniciativa visa a melhoria dos processos de gestão destas empresas para que elas melhorem sua competitividade no mercado e em suas áreas de atuação e, assim, possam saltar para o patamar de médias ou até mesmo de grandes empresas no futuro.
 
O objetivo do projeto, que deverá se expandir para outras cidades, é promover o desenvolvimento das empresas com perfil para crescimento rápido e permanente. De acordo com uma pesquisa do próprio Sebrae, 80% dos negócios que tiveram a inovação como base aumentaram suas receitas.Inovação não apenas tecnológica, mas de mudança de processos internos de gestão ou criativos.
 
Os 70 pequenos negócios que participarão do projeto serão escolhidos pelo instituto Endeavor Brasil, entre 500 empresas selecionadas pelas unidades do Sebrae de Santa Catarina e do Paraná. Nestes estados existem companhias com potencial de crescimento, por exemplo, nas áreas de alimentos e agroindústria. Mas a escolha não irá se concentrar somente nestes dois setores produtivos — empresas de diferentes segmentos da economia poderão ser selecionadas.
 
Cada um dos estados que fazem parte do projeto-piloto irá indicar 250 empresas que já tenham sido atendidas pelos Agentes Locais de Inovação (ALI), realizado em parceria com o CNPq e que procura sensibilizar pequenas empresas sobre a importância da inovação; do Programa Sebraetec — que visa facilitar o acesso de pequenas empresas à inovação—; ou de programas como o Encadeamento Produtivo, que contribui para aumentar os índices de competitividade das empresas de menor porte e também é realizado pelo Sebrae.
 
“As pequenas empresas precisam de um tratamento personalizado para se desenvolverem. O programa ajudará a investigá-las de perto e a fundo, criando programas que as ajudem a ampliar seus negócios”, disse o presidente do Sebrae, Luiz Barretto. Ele e o diretor-geral do instituto Endeavor no Brasil, Juliano Seabra, selaram ontem a parceria para o projeto, durante a a abertura da Semana Global do Empreendedorismo, que terá atividades em todo o país.
 
O investimento em inovação ainda é um entrave para o desenvolvimento das empresas no Brasil, como aponta o estudo “Monitor de Défict Tecnológico”, do Protec, associação civil em prol da inovação tecnológica. Segundo a entidade, o déficit no Brasil de investimentos tecnológicos em 2013 foi de R$ 93 bilhões, alta de 11, 5% ante 2012. Os números desse ano ainda não foram fechados.

<< VOLTAR

© Copyright 2013. ADM - Todos direitos reservados