3

Notícias >

19/08/2013

Boa gestão de risco melhora desempenho das empresas na bolsa em épocas de crise

Fonte: Época negócios

Saber administrar bem os riscos que uma empresa corre traz um benefício extra. O desempenho no mercado de ações está relacionado à maturidade na gestão de riscos das companhias abertas, segundo uma pesquisa realizada por Wharton (Universidade da Pensilvânia) e a consultoria e corretora de seguros Aon com 500 empresas. As companhias consideradas mais eficientes na administração de riscos apresentam uma volatilidade até 50% inferior no preço de seus papéis em comparação com as pior avaliadas nesse quesito.  O levantamento classificou as empresas numa escala de 1 a 5, com intervalos de 0,5 ponto, sendo 5 a melhor nota possível.

Em uma comparação entre períodos  com e sem instabilidade financeira, a pesquisa revelou ainda que as companhias que melhor administram seus riscos tiveram valorizações maiores no preço de suas ações em épocas de incerteza e em mercados voláteis.

Entre 2010 e 2011, o mercado teve de forma geral um bom desempenho financeiro. Nesse período, mesmos as empresas que adotam práticas mais fracas de gestão de risco tiveram bons resultados se comparadas às mais bem estruturadas. Entretanto, quando houve uma piora no cenário, a diferença apareceu. Entre 2011 e 2012, as organizações com práticas mais sofisticadas tiveram um desempenho consideravelmente melhor. Somente as empresas com índice de 4,5 e 5 conseguiram obter um retorno positivo. Já as companhias com 1, 1,5 e 2 fecharam com desvalorização de seus papéis de 17% a 30%.

O estudo também foi atrás dos principais obstáculos à implementação de práticas de gestão de riscos nas empresas. Os desafios culturais e de capital humano foram os mais citados pelas companhias. No Brasil, o aspecto cultural foi o mais mencionado. Porém, as companhias com gestão de risco mais desenvolvida apontaram as restrições jurídicas e regulatórias como os desafios mais complexos.

<< VOLTAR

© Copyright 2013. ADM - Todos direitos reservados