7

eSocial

18/10/2018

Implantação do eSocial: Desafios para empresas do 2º grupo (4)

Fonte: ADM

Comentamos que quando cada colaborador faz sua parte contribuindo, através de suas ações, com ofluxo de processos, é preciso que isto esteja devidamente desenhado nesse fluxo, fazendo com que cada colaborador tenha plena consciência dos efeitos de sua participação, do peso de seu trabalho na cadeia de valor da empresa.

Essa conscientização se dá na mesma medida em que ele passa a entender como sua contribuição foi dada,de que forma foi formado o seu valor.

A ação mais adequada e eficaz para que isto se realize é através da informação clara, transparente, real e precisa das formas adotadas para a realização do seu trabalho, ou seja, das formas de contratação. Essas formas introduzidas e liberadas pela recente reforma trabalhista trazem liberdade de opçõesao alcance do empregador e do empregado.

As novas regras oferecidas flexibilizam as rotinas de cada colaborador dentro do fluxo dos processos, mexendo com direitos e obrigações de cada lado. Cabe ao empregador, como parte organizada, mostrar, explicar e esclarecer ao empregado essas novas regras, tirando suas dúvidas e mostrando os benefícios que isto irá trazer a todos os envolvidos.

Cabe à empresa passar essas informações de todas as formas ao seu alcance, tais como reuniões, seminários, informativos periódicos, palestras e colocando seus profissionais de RH à disposição para sanarem dúvidas, com a orientação dos profissionais da área jurídica.

A reforma trabalhista alterou substancialmente as relações trabalhistas. Aspectos como formas de contrato, jornada de trabalho, intervalos, feriados, férias, horários, banco de horas são negociados entre as partes.

Essas modificações já foram devidamente inseridas no eSocial, nas versões posteriores à reforma trabalhista, devendo as empresas do segundo grupo atentarem para esse fato ao participarem de negociações coletivas da categoria, pois tais modificações deverão fazer parte das CCTs.

Às empresas do segundo grupo, a importância do Sindicato Patronal se coloca ao injetar na negociação a força de um bloco juridicamente consistente que pode ser o fator de balanceamento para uma negociação que satisfaça, realmente, a ambos os lados.

Consequência imediata: Produtividade!

eSocial? Consulte a ADM!

Até quinta!

Dúvidas? Fale conosco. Siga-nos!

Tire suas dúvidas, siga-nos ou envie seus comentários para esocial@admbrasileira.com.br

<< VOLTAR

© Copyright 2013. ADM - Todos direitos reservados